segunda-feira, 26 de maio de 2014

DESCALÇO TUDO É MAIS SIMPLES.

Cada vez que ousares deixar para trás os teus sapatos, o chão que pisas te revelará mais e mais sobre o teu caminho.
E, se te iludires que calçado as pedras que pisas não te magoarão os pés, sabe que todo o caminho é interior e que, uma vez descalço os teus pés se habituarão a pisar as pedras e isso só te tornará mais forte.
Mais forte irás perceber então em cada uma das tuas células a beleza da força da terra, a textura subtil do desapego, e a sinceridade absoluta da verdade. Descalço tudo é mais simples. Até o medo.
Aquele medo escondido de que o chão não esteja a teu favor e que subtilmente te fira os pés.
Não te aflijas. Faz parte.
Parte da vida que escolheste para ti.
Parte da parte que tu ÉS na dimensão de quem queres-vir-a-ser.
Afinal, a Vida é simples sempre que aceitamos que o caminho se faz caminhando, apesar das duras pedras que encontramos neste imenso percurso existencial.
Trilhadas alegrias e tristezas, perdas e ilusões, certezas incertas e incertezas vãs, vamos percebendo a magia da Vida na sua apaziguada impermanência.
Só ela nos ensina o desapego.
Tudo nos é dado para usufruir, mas nem o próprio caminho nos pertence.
Passo a passo somos convidados a sentir que na impermanência da Vida só o AMOR permanece.
E, esse…anda descalço.   

Sem comentários:

Publicar um comentário