quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

2015-MAIS UM ANO PARA NOS CUMPRIRMOS!

Nesta altura em que o calendário gregoriano anuncia que um ano vai terminar para outro começar, para muitos não só é um momento de celebração como também de reflexão sobre mais um ano que passou.
Todos nós de uma ou de outra forma estamos a sentir a força destes tempos velozes, onde até o próprio tempo parece desafiar-nos a encontrar uma maneira sólida, sóbria e sagrada de usufruir deste grande benefício que é ter escolhido a Terra para acelerar o nosso processo de transformação.
E, porque precisamos de um corpo físico para cá andar, desde muito cedo somos levados a confundir o SER com o TER.
Talvez por isso muitos de nós passem uma vida inteira a trabalhar arduamente para construírem verdadeiros armazéns de haveres, na ilusão de que o mundo exterior lhes basta. Esta ofuscação cria uma espécie de amnésia que faz esquecer o pin de acesso ao nosso mundo interno, que ansioso para se revelar, nos grita através das crises com que nos confronta, para que possamos finalmente deixar de EXISTIR apenas, para passarmos a VIVER.
Hoje mais do que nunca o grande apelo é olhar para dentro.
Uma das muitas provas disto é a dificuldade que muitos estão a ter em continuar a desempenhar tarefas profissionais que nada lhes dizem apenas por uma questão financeira.
O mundo interior está finalmente a ocupar o lugar que lhe é devido, pois a verdade é que nada acontece fora dele.
A Alma precisa de se exprimir e um dos convites que nos faz é que deixemos de cumprir tarefas, sempre que essas tarefas não contribuam para nos CUMPRIRMOS a nós mesmos.
Que neste novo ano, cada UM encontre a sua vocação e que com ela seja quem realmente É, isento de máscaras ou papeis que tal como roupa velha e apertada já não servem mais.    
Que cada UM acolha a CORAGEM necessária para tocar a sua essência. CORAGEM que não é ausência de MEDO, mas sim a OUSADIA de o atravessar, fazendo dessa travessia uma aprendizagem constante de encontro com a Verdade que em nós habita.
Que cada UM possa acolher a inteligência da divina providência, que por saber sempre aquilo que precisamos não nos deixa desnutridos, desde que nós façamos a nossa parte em parceria com ela.
Que cada UM possa tocar mais de perto o AMOR.
Não só neste ano que começa, mas em todos aqueles que virão.
Que se desfaçam equívocos e ilusões e mais UNOS nos possamos CUMPRIR, CUMPRINDO assim o nosso grande propósito da Terra – Aprender aquilo que de mais nobre em nós existe – AMAR!       

Sem comentários:

Publicar um comentário