domingo, 14 de outubro de 2018

O TEMPO CURA AS FERIDAS, OU FERE AS CURAS?


Dizem alguns que o tempo tudo cura.
Na verdade, o tempo por si só não cura nada, sendo esta tão somente, mais uma das nossas grandes ilusões - atribuirmos responsabilidade ao tempo, quando afinal, o tempo somos nós.

A meu ver, o tempo não só, não cura as feridas, como pode até, ferir as “curas”.
Feridas ilusoriamente saradas, que a nossa miopia existencial, ajudou a alienar de qualquer consciência ou empenho, fazendo-nos assim acreditar que, com o passar dos anos, se evaporariam como um mero truque de magia nas mãos dum mágico experiente.

Não, o tempo não cura nada, apenas nos sugere espaço e travessia para irmos processando, tudo aquilo que primeiramente nos queimou até aos ossos, mas que depois de perder o fogo, passou apenas a arder-nos na pele.

A verdade é que o ardor na pele é suportável, mas só até ao dia que nesse mesmo ardor a vida colocar álcool etílico bem forte.
Aí sim, percebemos que o fogo que um dia nos queimou, deixou de queimar, mas…que a ferida, essa afinal nos continua a doer.
Houve tempo que passou, mas não houve processo que aconteceu.

É o processo que decidimos, ou não fazer, que nos cura, ou seja, somos nós mesmos, sempre que em conexão com a nossa alma, abraçamos a possibilidade de atravessar infinitos desertos, mantendo intrínseca a esperança de que, um dia, um grandioso oásis iremos encontrar.

Há travessias duras, é um facto.
Travessias que nos impõem solidão, isolamento e um profundo silenciar do ensurdecedor ruído que as feridas provocam dentro de nós.
A noite escura da Alma, é um período sem tempo, sem hora para terminar, sem sentido ou direcção aparente.
Alquimistas que somos, podemos resignificá-la, tornarmo-nos seus aliados, aceitando-a escura, como naturalmente é.
Encontrar nela, uma espécie de regresso à segurança e vínculo do útero materno, onde a escuridão é apenas o anunciar de um processo, que dará origem a uma nova vida, a uma nova luz, a um novo respirar.
Pois ao chegar o tempo exacto, ou seja, assim que todo o processo estiver concluído, o nascimento acontecerá!

Não, não é o tempo que cura nada, mas sim a VIDA! 







Sem comentários:

Publicar um comentário